segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Prelúdio nº 5 de Heitor Villa-Lobos interpretada por Welder Ayala

http://www.youtube.com/watch?v=6HJeDDkXtd4

Culto ao demônio


Todas as ações humanas têm seu lado espiritual, mesmo as mais cotidianas. Por exemplo: ao assistir uma novela, não são apenas os sentidos que são afetados, mas também a alma; o mesmo ocorre com uma propaganda, uma música etc.
            Ao observar o mundo atual é possível perceber que a cultura atual presta um culto a Satanás. É o carro com músicas obscenas; pessoas reunidas para se embriagarem; novelas hediondas; filmes perturbadores que divulgam os mais variados erros; outdoores pornográficos e toda sorte de exaltação diabólica da mais sórdida impureza.
         Conta Satanás, portanto, com inúmeros templos, seu culto é muito propalado e impregna muitos lugares.
          Inúmeras músicas ouvidas pelas massas possuem letras do mal e não estou me referindo a mensagens subliminares (afinal, quem precisa delas?); e o problema não é apenas a letra, mas também a forma como a parte sonora é construída, muitas vezes de modo a exaltar a sensualidade . As artes contemporâneas, em sua esmagadora maioria, são oferendas ao inimigo de Deus.
            As pessoas que promovem tais coisas sabem disso? Não sei dizê-lo, muitas agem como fantoches do mal, mas será que com um pouco de reflexão não conseguiriam enxergar os erros que cometem?

domingo, 13 de novembro de 2011

Medo do Inferno


Verdadeiramente temível é o inferno, essa separação absoluta da graça de Deus. Criados com a natureza voltada para o bem supremo e não obstante forçados, pela própria escolha, a permanecer dele afastado. É desta disparidade que vem o sofrimento absoluto representado pelo inferno, qual seja: ter a natureza voltada para o bem, mas estar irremediavelmente preso ao pecado e à morte.
            Verdadeiramente temível é o inferno, e devemos temê-lo. Quem não o teme, ou dele está próximo ou já é santo, ou ainda desconhece a gravidade do pecado. Quem se compraz no pecado, rejeita de modo abominável e abjeto a graça de Deus e a salvação em Cristo Jesus e desse modo já é um sério candidato ao inferno. De fato, não há maior tragédia para um homem do que se comprazer em seus pecados. Maldição gigantesca é pecar com prazer, pois tal prazer nos condiciona ao pecado e aos poucos nos mata. Cada pecado cometido com prazer é um passo para o inferno, que se concretiza finalmente quando chega a morte corporal do pecador impenitente. Enquanto se está vivo, por maior que seja a abominação na qual se possa cair, a graça de Deus está sempre presente, pois neste mundo a graça é abundante, mas ao morrer o condenado afasta-se definitivamente da graça, pois esta foi sua terrível e triste escolha. Seria injusto da parte de Deus continuar favorecendo com a graça, quem a rejeitou livre e reiteradamente, pois Deus respeita o nosso livre arbítrio.
            Pensai bem, vós que não acreditais e nem temeis o inferno. O inferno não é vingança de Deus, mas sim sua justiça bem como o próprio estado daquele que se decide por abandonar Deus definitivamente. Portanto, tomemos cuidado com nossas ações e com nosso estado de espírito, para que nosso coração não se endureça e se torne impenetrável à graça do Altíssimo.

sábado, 8 de outubro de 2011

Welder toca "Impromptu de Gilles Louïse"

http://www.youtube.com/watch?v=mydvw0hAQBM

A demência de nossos dias


Estive pensando, nesses dias, como é triste e ao mesmo tempo absurdo ser obrigado a debater e provar certas coisas. Já me vi em muitas discussões tentando provar a existência da dicotomia “bem e mal”, diante de interlocutores sutis que negavam a existência dessa dicotomia; quantas vezes disputei a existência da verdade diante de oponentes intransigentes? E dessa forma despendi longo tempo tentando provar que dois mais dois é quatro, diante de pessoas que não mais são capazes de enxergar o que é evidente.
            Essa tendência da filosofia contemporânea gera os frutos mais pérfidos concebíveis, espalha-se e passa a ser parâmetro mental para julgar coisas de interesse público e que dizem respeito à integridade do homem. Vejam a questão do aborto: as pessoas que ainda possuem o mínimo de bom senso são obrigadas a reunir provas de que um zigoto é uma vida, porque os debatedores e argumentadores do século acham que isso é uma questão a ser debatida, porque eles impuseram que é necessário debater essa questão tão evidente. Não! A existência de vida num zigoto não é algo a ser discutido, dementes! É evidente! Assim como eu não admito que debatam se eu existo, pois desse debate podem concluir que eu não existo e então resolvam me matar! É o que acontece no aborto. O valor da vida humana não pode ser posto em xeque num debate como se faz com uma questão de economia, esse valor é inalienável, intocável e ninguém, por mais ares de intelectual e de bonzinho que se dê, tem o direito de ousar diminuir esse valor através de debates. Pois existem debates que por sua própria natureza são ilegítimos.
            Somos obrigados a apelar para a ciência para resolver um problema que só existe porque foi levantado por dementes, e nós, outros dementes, aceitamos a discussão. Não preciso da ciência para provar que amo minha mãe, para provar que o bem existe, assim como não preciso de seu aval infame para provar que um zigoto com um dia, uma hora, um minuto já é um ser humano, porque eu que vos escrevo já fui um zigoto de um dia, e vós que me leem também. Não preciso de um aval imoral da ciência para provar que minha filha era um ser humano quando tinha uma hora, um segundo no ventre de minha esposa.
            Estamos a ponto de cogitar um plebiscito para descriminalizar ou não o aborto, obviamente os abortistas perderiam feio, no entanto a própria existência do plebiscito não se justifica, pois não se faz plebiscito para algo claramente criminoso.
            Enquanto isso, todo e qualquer juízo moral ou filosófico contra o homossexualismo é combatido "heroicamente". Nesse caso eles defendem que não deve haver debate, deve haver pura e simples aceitação incondicional.
            A energia de alguns heróicos religiosos estão sendo direcionados para esclarecer, provar, demonstrar e sensibilizar para uma questão de bê-a-bá moral. Dois milênios de cristianismo e a Santa Igreja de Jesus Cristo se vê em luta encarniçada contra o paganismo mais abjeto. A maldade no mundo é impressionante, mais impressionante é a demência.
            Quem nos livrará dessa farsa descomunal? Quem nos defenderá de nossa própria ignomínia?
            Alguns setores do movimento comunista, enquanto mentores dessa abjeção, provam o quanto estão fadados ao fracasso! Podem tomar o poder e continuarão sendo um fracasso! Podem desapropriar a sociedade e continuarão sendo um fracasso! Podem concretizar todos seus planos macabros e continuarão sendo um fracasso! Porque a essência do mal é o fracasso, a essência de seus desígnios é a derrota mais flagrante, não pode ser vitorioso aquilo que é por natureza destinado a sucumbir. Façam o que fizerem, não farão o bem tornar-se mal, nem a mentira tornar-se verdade. E como esse movimento não pode ser vitorioso, visa unicamente à derrocada da sociedade, visa destruí-la e tornar derrotados todos os homens, por isso apela tanto para o ódio, discórdia, inveja, desunião, promiscuidade, etc. O sinal mais visível de sua essência decaída é a luta covarde encampada contra a inocência, da qual o nascituro é o maior símbolo. A contraposição dessa torpeza é a cruz de Cristo; o filho triunfante de Deus, que nos mostrou a face do Pai, que trouxe a libertação do pecado. Em sua mansidão e humildade não usou da violência, nem de estratégias, nem de artimanhas; sua arma é a verdade e a santidade. Sua morte na cruz e sua ressurreição é a vitória e a herança do verdadeiro cristão, que zomba dos exércitos ruidosos dos homens cujo prêmio é esta vida. Além do mais, quem com ferro fere, com ferro será ferido: “o inimigo afia sua espada, retesa o arco e aponta, mas é para si que faz armas de morte e fabrica suas flechas flamejantes. Ei-lo gerando a iniqüidade: concebe a maldade e dá à luz à mentira. Ele cava e aprofunda um buraco, mas cai na cova que fez. Sua maldade se volta contra ele, sobre o crânio lhe cai a própria violência.”
            Que os cristãos unam-se à Igreja, boicotem as novelas, façam penitência. Que os soldados de cristo salvem o Brasil da infâmia e do crime. Que as vozes dos servos de Deus se levantem contra essa excrescência que clama ao mais alto dos céus.
            A vós, comunistas bem intencionados, que desejam o bem da humanidade, levem a mão à consciência e ponderem se é realmente justo e necessário defender a descriminalização do aborto e abrir a porta para o massacre herodiano de milhões de vidas. Ponderem se isso é realmente heróico e emancipatório. Que percebam quanta contradição há entre a suposta defesa do proletário contra a exploração e avanço contra o nascituro indefeso. Saibam que um bebê no ventre de sua mãe é muito mais indefeso que um trabalhador, e tão importante quanto. Se desejam o bem da humanidade, saiam dessa demência e abandonem os partidos que apóiam essa causa sinistra. E doravante possa Deus vos converter totalmente à única e verdadeira doutrina, aquela revelada por Deus ao mundo através da Igreja Católica, a Igreja de Deus, a única verdadeira.
            Viva o nascituro!

sábado, 20 de agosto de 2011

Por que sou católico!

http://www.youtube.com/watch?v=CCS8Xc1YM84

Ameaça à Civilização Cristã


A Igreja Católica e o cristianismo de modo geral vêm sendo atacados a séculos. Pessoas fazem coro com movimentos anti-cristãos sem titubear, crêem realmente que a crítica contra o cristianismo é salutar e desinteressada; ajudam movimentos anti-cristãos com a consciência tranqüila de quem ajuda no avanço da humanidade.
            Creio que um pequeno lembrete os fará ver que nem todos os que se opõe ao cristianismo estão ilibados, que muitos daqueles que impunham discursos políticos apelam para conceitos como emancipação e liberdade, mas querem apenas poder, querem apenas o lugar daqueles que condenam.
            A Revolução Francesa, que foi contra a Igreja, matou em três dias, mais que a Inquisição Espanhola em três séculos, para estabelecer uma ordem social que apenas mudou os que detinham o poder, além, é claro, da forma como esse poder seria exercido. O comunismo, também de caráter materialista, laico e anti-cristão, ocasionou ao longo de sua experiência efetiva na União Soviética, China, Cuba e Coréia do Norte, a morte de mais de 100 milhões de pessoas; e pagando esse preço enorme, conseguiu estabelecer relações sociais mais justas? Não. Por que? Porque a justiça que esses movimentos anti-cristãos prometem está mais no discurso que no coração de seus militantes, apelam para o bem que há no coração dos homens, mas nem acreditam nesse bem, e porque não acreditam que o bem e a justiça são conquistas lentas provenientes da ética individual, mas de motins que apenas acendem as paixões.Vejam hoje os movimentos anti-cristãos:

1- Movimento LGBT;
2- Movimento abortista:
3- Movimento pela liberação da eutanásia;
4- Movimento pela liberação sexual;
5- Movimento feminista;
6- Movimento Comunista;

1- O movimento LGBT luta de todas as formas para aumentar seu poder enquanto movimento político, apelando para leis que criminalizam qualquer pronunciamento cristão contra o homossexualismo. Propagam panfletos propagandísticos para a população. Eu tenho uma séria desconfiança que em breve esse movimento avançará para a defesa da pedofilia, colocando o pedófilo como beneficiário de uma letra na sigla que aumenta a cada dia.

2- O movimento abortista aparece como uma luta do movimento feminista e também como uma preocupação de saúde pública. Eles almejam a legalização do aborto, a legalização de uma prática insensível, nazista; almejam legalizar o assassínio de inocentes, de indivíduos humanos que possuem direito à vida.

3- A Eutanásia sugere que devemos matar os doentes terminais, ou que o indivíduo tenha o direito de se suicidar legalmente.

4- Abolindo o que chamam de “tabus” sexuais, avançam para animalizar e emburrecer o homem cada vez mais, proclamando a liberação dos instintos, o sexo antes do casamento, o sexo grupal e outras demências orgíacas, superadas pelo cristianismo que um dia triunfou sobre o paganismo, oferecendo um modelo mais perfeito de civilização.

5- O movimento feminista propõe uma visão torpe da mulher, retirando dela toda áurea de pureza, sob o pretexto de promover igualdade. Agora a mulher pode ser tão promíscua quanto o homem, tão insensível quanto o homem.

6- Para coroar citamos o movimento comunista, que de alguma forma congrega todos os outros, na luta pela destruição do cristianismo e da civilização cristã. A pérola do comunismo é sua insistência na revolução armada, ao mesmo tempo que defende a justiça e a igualdade, como se justiça e igualdade pudessem ser decretadas pelas balas de um fuzil, ou pelas botinas de um grupo militar. Se o comunismo conseguir a força que almeja, podemos em sã consciência acreditar que redistribuirá essa força em partes equânimes para o resto da sociedade? não seria óbvio que retivessem para a bendita vanguarda comunista esse poder tão anelado?

            Espero que aqueles que visam realmente a melhoria da humanidade, reflitam sobre os princípios desses que pretendem a construção de um novo mundo. Quando compreendermos que é a nossa atitude ética que muda o mundo, estaremos próximos de uma sociedade justa. Paremos de aumentar o poder desses que de camarins querem fazer nossas cabeças para trabalharmos como ovelhas, a crítica ao cristianismo foi estrategicamente elaborada para desestabilizar nossa sociedade, criando o caos e facilitando o advento de um novo poder, muito mais opressor. Por favor reflitam sobre os frutos perniciosos desses movimentos, antes que seja tarde.